Castlevania The New Generation

Um jogo fresco mas na mesma linha que os jogos anteriores. As inovações deste jogo, em linhas gerais são duas: o ambiente de jogo e as personagens. Ao contrario dos jogos prévios, toda a acção se situava na Transilvânia, sendo o castelo erguido a cada 100 anos (seguindo a influencia de Bram stoker) neste, fazendo referência a esse local logo ao 1º nível, mas rapidamente  a acção abrange outros países, mostrando um novo mundo abrangente com as devidas referências arquitectónicas e escultóricas, acabando por haver uma mudança constante de layout e de ambientes. Quanto ás personagens, este jogo faz a ponte entre os 1ºs jogos e este, em que há uma personagem com um movimento mais rígido – John Morris) e um contraponto com uma outra personagem com uma diferente mobilidade (Eric Lecarde).

Um dos pontos negativos é precisamente o john morris ter a mesma física que os 1ºs jogos pois, o Super Castlevania 4 marcou uma nova fasquia de controlo, infelizmente nenhum outro jogo usou este motor de controlo e este não foi excepção, aparte do Eric.

Outros dos pontos negativos do jogo é que foi estipulado um deadline muito curto e o jogo sofreu com isso limitando apenas a 6 níveis de acção. Contudo existe um beta, onde exibe imagens de níveis e sprites que não foram incluído no jogo final, talvez explique o porquê do jogo ser curto. Também devido à pressão da produção do jogo, pois existem cenários onde as texturas não foram polidas, muito visivelmente nos fundos, e deixou um bug no jogo. No 3º nivel existe uma plataforma com uma parede rachada em que se encostar a ela, a personagem não consegue sair da mesma. Uma evidência clara de que o jogo foi apressado.

Há outro ponto a considerar e não menos importante. O jogo não recompensa a quem queira ter um score maior, dando vidas. Torna-se irrelevante se apanha-se tudo ou não e isso é mau para o jogador, pois não é recompensado pela perícia. Por outro lado com um código especial nas opções do jogo poderá se ter acesso ás musicas secretas dos jogos clássicos das nes. O a musica é activada quando se atinge o nível máximo da arma principal. Desse Modo o jogador será recompensado ao querer jogar sem ser atingindo pois se não for, continuasse a ouvir a musica secreta, se for voltasse a musica normal ate chegar ao nível máximo da arma novamente.

Um dos grande fortes do jogo é a sua música, é uma simbiose ao ambiente de cada nível, algumas das faixas foram reutilizadas para futuros jogos. A música foi composta pela mítica Michiru Yamane, produtora da banda sonora do castlevania symphony of the night. Este jogo tem um bónus nas opções do jogo, utilizando um código, pode se ter acesso a remakes das faixas clássicas dos 1ºs jogos da serie como referido anteriormente.

Em suma este jogo é um must  para qualquer fâ, independentemente de o jogo ter sido feito sob pressão, conseguiu puxar as capacidades do sistema a novos horizontes, exibindo efeitos de escala de sprites e rotações que não são muito comuns de se ver em outros jogos do sistema. Um jogo muito recomendável.



Rate this Text: Your rating matters to us!
0.0 (0 votos)
2012-11-29 15:02:05 | SegaJCharrua
Voltar

Comentários

Please Login to comment.